CIPÓ promove diálogo informal sobre Acordo de Escazú e ação climática na América Latina e Caribe

Em conjunto com o Global Partnership for the Prevention of Armed Conflict (GPPAC), Centro de Colaboración Cívica (CCC), Equipo Pueblo e o Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, a Plataforma CIPÓ promoveu o diálogo informal “Acordo de Escazú: uma oportunidade de promover a paz mundial através dos direitos humanos” dia 14 de julho de 2021, às 14h, horário de Brasília.

Em abril de 2021, o Acordo de Escazú entrou em vigor para responder ao aumento do impacto das mudanças climáticas na América Latina e no Caribe (ALC) sobre as pessoas e seus meios de subsistência. Enfrentar as mudanças climáticas é uma tarefa compartilhada que só pode ser realizada por meio de solidariedade global e coordenação conjunta entre as partes interessadas relevantes dentro de governos, organizações regionais, as Nações Unidas (ONU), sociedade civil, setor privado e redes locais de construção da paz.

No contexto do Fórum Político de Alto Nível de 2021, este evento consistiu em uma conversa informal entre os representantes dos governos nacionais, organizações regionais, a ONU e a sociedade civil para explorar as oportunidades que o Acordo de Escazú representa para a construção da paz e desenvolvimento na América Latina e no Caribe.

Convidados:

  • Laura Becerra, Diretora Executiva, Equipo Pueblo AC
  • Daniel Zapico, Oficial de Direitos Humanos, Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos
  • Daniel Martín, Diretor de Desenvolvimento Sustentável, Centro de Colaboración Cívica (CCC)

A discussão foi moderada por Adriana Erthal Abdenur, Diretora Executiva da CIPÓ, em formato informal de mesa-redonda com o objetivo de facilitar trocas entre representantes da ONU, da sociedade civil e de estados membros. Especificamente, nosso diálogo discutiu:

  • Que oportunidades o Acordo de Escazú oferece para a construção da paz e o desenvolvimento na América Latina e no Caribe?
  • Quem são os principais atores necessárias para apoiar a realização de todo o potencial do Acordo?
  • Que oportunidades existem para garantir a implementação do Acordo?
  • Como o diálogo transregional pode ajudar a informar a implementação de Escazú?
  • Como a sociedade civil local da América latina pode se envolver na implementação do Acordo?
Plataforma CIPÓhttps://plataformacipo.org/
A Plataforma CIPÓ é um instituto de pesquisa independente liderado por mulheres e dedicado a questões de clima, governança e paz na América Latina e no Caribe e no resto do Sul Global.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor, insira aqui o seu nome

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img

Sigam-nos nas Redes Sociais

Últimos Posts